MÃE FORA DA CAIXA - THAÍS VILARINHO

MÃE FORA DA CAIXA - THAÍS VILARINHO

Há algum tempo, a internet abriu espaço para que as mães pudessem falar sobre o lado B e os percalços da maternidade. Isso acabou permitindo que cada vez mais mulheres compartilhassem experiências e, principalmente, sentimentos sobre a vida após a chegada dos filhos. Foi na web que a fonoaudióloga Thaís Vilarinho percebeu como os seus textos sobre a vida de mãe impactavam muitas pessoas. Das reflexões colocadas no seu perfil no Instagram (@maeforadacaixa) surgiu o livro de mesmo nome. Em entrevista exclusiva à LER&CIA, Thaís conta mais sobre a obra.

LER&CIA | Como surgiu a ideia de lançar o livro Mãe fora da caixa?

Thaís Vilarinho | A ideia do livro surgiu devido à identificação das minhas leitoras com os textos que eu posto no Instagram. As centenas de comentários positivos dizendo que os textos chegam sempre em boa hora e que elas se sentem bem ao ler me motivaram demais a escrever o livro. Queria que os textos ganhassem outro veículo que não só a internet para chegar em cada vez mais mães.

LER&CIA | Qual é o principal objetivo do livro?

Thaís Vilarinho | O principal objetivo do livro é abraçar e acolher milhares de mães. Fazer com que elas percebam que maternidade perfeita não existe, que somos humanas e que se falarmos a real, dividirmos todos os nossos sentimentos vai fazer com que tudo fique mais leve.

LER&CIA | Antes de ser livro, Mãe fora da caixa já era um perfil no Instagram. Por que você iniciou esse projeto?

Thaís Vilarinho | Iniciei esse projeto com base na minha experiência pessoal. Quando me tornei mãe percebi rapidamente que ninguém fala da experiência completa. Só falam da parte cor-de-rosa. Então resolvi começar a escrever sobre as minhas reais impressões sobre ser mãe. Do amor e do auê. E para a minha surpresa minhas leitoras sempre se identificaram com os textos.

LER&CIA | Quais foram, para você, os maiores desafios da maternidade?

Thaís Vilarinho | O pós-parto (puerpério) foi um grande desafio principalmente no primeiro filho. Acho que foi um grande desafio porque, há 10 anos, ninguém falava sobre a verdade dessa fase. Por isso no livro procurei falar muito desse momento. Percebo através dos recados que recebo que a leitura acaba dando leveza para as mães que estão passando pelo puerpério. Outro desafio, para mim, é educar. Quando eles são pequenos achamos que é cansativo acordar de madrugada, mas a educação é sem duvida o ponto mais trabalhoso e cansativo da maternidade na minha opinião. Mas o mais necessário também.

LER&CIA | O que os leitores vão encontrar na obra?

Thaís Vilarinho | Vão encontrar meu coração e alma de mãe escancarados. Vão encontrar textos meus, de leitoras e de convidados. As leitoras me dizem que é um livro de cabeceira e que elas querem reler sempre. Dizem que não conseguem parar de ler e que têm dó na hora que terminam a leitura. É tão bom saber disso. O Mãe fora da caixa é um livro que fala sobre a maternidade como ela é. Sem regras, sem filtros.

LER&CIA | Se você pudesse dar apenas um conselho para uma mãe de primeira viagem, qual seria?

Thaís Vilarinho | Relaxe e aproveite. Tudo passa. Nenhuma fase dura para sempre. Aproveite o presente porque depois da saudade.