CABEÇUDOS E ADORÁVEIS

CABEÇUDOS E ADORÁVEIS

> Uma febre tomou conta do mundo dos colecionáveis. É assim que podemos descrever os bonecos Funko Pop, os adoráveis “cabeçudos” que adquirem a forma de muitos personagens famosos da ficção.

O roteiro é basicamente o mesmo: assim que um filme ou série é lançado, as prateleiras das lojas se enchem com bonecos Pop de vilões e heróis daquele título. O incrível é que, apesar de muito similares entre si, eles ainda guardam características marcantes e cativantes, que fazem parte de seu charme e sucesso.

Mas a história dos Funkos não é recente. E eles começaram com a cabeça bem menor do que atualmente.

A Funko, fabricante dos Pops, foi fundada em 1998, por Mike Becker. A intenção inicial era produzir brinquedos básicos, com foco em nostalgia. O primeiro personagem retratado foi o mascote Big Boy, de uma rede de lanchonetes americana. De acordo com o site Mental Floss, a inspiração ocorreu quando Becker foi procurar colecionáveis do personagem na internet e achou que estavam muito caros. Com o projeto em mãos, foi até a dona da franquia e teve a ideia aprovada.

O passo seguinte foi em 1999, com o licenciamento de bonecos para a sequência do filme Austin Powers, no Brasil chamada de O Agente ‘Bond’ Cama. Como conseguiu atender à demanda prevista para os produtos, viabilizou-se como um participante respeitado no ramo de colecionáveis.

A primeira linha criada pela Funko foi a dos “wacky woobblers”, bonecos que já traziam uma cabeça avantajada, mas não no nível visto atualmente na linha Pop. O mascote
Freddy Funko foi criado em 2002 e no ano seguinte surgiu um fórum na internet para que fãs pudessem discutir os colecionáveis. No entanto, a carteira de parcerias permaneceu restrita até a venda da empresa, em 2005, para Brian Mariotti, amigo de Becker e também entusiasta dos bonequinhos.

A partir dali, a gama de acordos comerciais passou a aumentar. E a Funko passou a produzir colecionáveis de Marvel, Star Wars, Disney, DC, Harry Potter, Dragon Ball, Sailor Moon. Até de séries de TV, como Stranger Things e Game of Thrones, e franquias esportivas, como o WWE – que nós no Brasil conhecemos como “luta livre” – e a NFL.

Em 2009, foi lançada a linha Force, que já marcou um aumento no tamanho da cabeça dos bonecos, além de uma postura facial um pouco mais exacerbada, digamos assim. No caso dos personagens animados, um sorriso. No caso dos super-heróis, um ranger de dentes.

CURIOSIDADE
RAROS E CAROS

Existem Funkos que são produzidos com
cores e pequenos detalhes diferentes dos
vendidos na linha regular. Estes e os que
chegam às lojas com pequenos defeitos
atraem mais a atenção de colecionadores,
que pagam altos valores para obtê-los.

13 MIL

É o número de brinquedos
diferentes lançados pela Funko
desde sua criação, em 1998.

A FEBRE
Dois anos depois, veio a grande virada que ajudou a transformar a Funko numa potência e os bonecos de cabeça grande de vinil em febre. Os Pops, que têm 10 cm de altura e
uma expressão facial meio “padronizada”, conquistaram uma legião de fãs pelo mundo.

O sucesso fez com que a empresa fosse vendida mais duas vezes de lá para cá, sendo que em 2017 foi feito um lançamento de ações na bolsa. No entanto, o presidente-executivo
continua sendo Brian Mariotti, aquele que lá atrás comprou a empresa de seu fundador (e amigo) Mike Becker. De 2011 até hoje, a Funko lançou até um serviço de assinatura, que entregava os colecionáveis em casa para os fãs. A novidade iniciou em 2015 e as duas primeiras entregas em domicílio foram com as linhas derivadas dos filmes Os Vingadores: A Era de Ultron e Star Wars: O Despertar da Força.

Um balanço mostra que, desde sua fundação, a Funko já lançou mais de 13 mil brinquedos diferentes. Em 2017, junto com uma mudança de sede, a empresa abriu uma loja-conceito no mesmo local, em Everett, no estado americano de Washington. A atração virou uma espécie de passeio obrigatório para os fãs dos bonecos. A ideia é replicar a iniciativa, com outras lojas similares pelo mundo.

FILME NO FORNO
Outro projeto atual é o de um filme de animação estrelado pelos bonecos Pop. Os rumores indicam que seria produzido pela Warner, pegando carona no sucesso da série Lego Movie. Com licenças de várias franquias, o longa-metragem poderia trazer “crossovers” entre os universos Marvel, DC e até mesmo Star Wars e Harry Potter. Ainda não há confirmação de data de lançamento, mas a intenção seria começar a produção ainda este ano, segundo informações do IMDB (Internet Movie Database).

CURIOSIDADE
CIÊNCIA DA SIMPATIA

A posição dos narizes dos Pops, logo abaixo da
linha dos olhos, foi estudada para provocar aquela
reação agradável no público. Outra técnica da Funko
é discutir ideias para os bonecos com os maiores
fãs, via internet. Incluir peças adicionais ajuda
também a despertar simpatia. Um dos exemplos foi o
personagem Joey, de “Friends”,
que vinha acompanhado de um pato,
seu animal de estimação.